terça-feira, 2 de julho de 2013

Vítor Paulo destaca os 50 anos do Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do RJ



O deputado republicano Vítor Paulo (RJ) ressaltou o crescimento da prestação de serviços na economia nacional durante sessão solene em homenagem aos 50 anos do Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Rio de Janeiro (SEAC/RJ). Para ele, o aumento de 13% revela a consolidação do setor.
“Não podemos deixar de lembrar que outros setores vêm sofrendo com a instabilidade do cenário econômico dos últimos dias. Entretanto, pesquisa realizada pelo Centro Nacional de Modernização em 2005 revela que 86% das empresas contratam ou já contrataram serviços terceirizados”, disse.
Vítor Paulo homenageou o serviço de qualificação da mão-de-obra realizado pelo sindicato e parabenizou o SEAC pelo trabalho de conscientização ambiental realizado na Ação Nacional de Cidadania – Limpeza de Áreas Verdes. “O mutirão de limpeza na Lagoa Rodrigo de Freitas, um dos cartões postais do Estado do Rio de Janeiro, é um belo trabalho que deve ser repetido por outras cidades”, explicou.
Segundo o parlamentar, o setor enfrenta alguns problemas que podem gerar uma séria de transtornos. “A carga tributária, por exemplo, é um dificultador. Precisamos aliviar os impostos. Outra característica que fortalece o setor é o fornecimento de mão-de-obra qualificada por um custo baixo. Porém, o Estado precisa fiscalizar com maior eficiência as cooperativas de trabalho a fim de evitar fraudes”, alertou.                                                                                                                                                                   
Ao finalizar seu pronunciamento, Vítor Paulo apontou que a falta de mão-de-obra qualificada é um dos grandes problemas para a colocação do trabalhador no mercado. Segundo ele, economistas são unânimes no diagnóstico. “Uma sindicato que busca incessantemente a qualidade profissional é um orgulho para as suas associadas, que terão a garantia de estarem oferecendo ao mercado os melhores trabalhadores”, acrescentou. 

Texto: Mônica Donato
Fotos: Adriano Prado






Nenhum comentário:

Postar um comentário