sexta-feira, 14 de março de 2014

Projeto garante às mulheres percentual de 20% das vagas em empresas de vigilância

 
O deputado republicano Vitor Paulo apresentou o Projeto de Lei 7244/14 que acrescenta o percentual mínimo de 20% das vagas em estabelecimentos financeiros, empresas de vigilância e transporte de valor para as mulheres. De acordo com o autor, o projeto visa otimizar a inserção feminina no mercado de trabalho. A proposta foi uma reivindicação da Associação dos Profissionais da Segurança e Vigilância do DF e Entorno.
“Muito já se discutiu e ações foram efetivadas a fim de garantir uma situação mais justa na equalização das oportunidades nesse campo, como por exemplo, a iniciativa das Forças Armadas e das Polícias Militares que há alguns anos inclui efetivo feminino em suas corporações. Contudo esse cenário positivo não eliminou a histórica desigualdade nas oportunidades de inserção ocupacional entre homens e mulheres”, argumenta o deputado.

Segundo o deputado, a segurança privada e de vigilância é um dos maiores e mais lucrativos segmentos da economia do país, mesmo assim se observa que ainda existe uma imagem que esse segmento está atrelado à figura masculina onde persiste uma hierarquia de gênero, avaliando que a presença feminina pode fragilizar alguns postos de trabalho. “Mediante esse quadro, que se apresenta desfavorável a inserção feminina no mercado de trabalho, considero de extrema importância que essa Casa promova o debate desse tema”, acrescentou.

Por Mônica Donato
Foto: Douglas Gomes

2 comentários:

  1. Esta iniciativa e louvável já estava na hora de realmente pararem de falar na inserção da mulher em profissões ditas masculinas e agirem parabéns ao Dep Vitor Paulo.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Deputado Vitor Paulo pelo Projeto de Lei. Nas últimas décadas do século XX, presenciamos um dos fatos mais marcantes na sociedade brasileira, que foi a inserção, cada vez mais crescente, da mulher no campo do trabalho, fato este explicado pela combinação de fatores econômicos, culturais e sociais. Quero também aproveitar e parabenizar a Associação dos Profissionais da Segurança e Vigilância do DF e Entorno, pela iniciativa de reivindicar a esse Deputado a proposta que é um pedido de todas nos mulheres.

    ResponderExcluir